Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Ensaio
 


 

  Vida longa à vovozinha   
Por Gustavo Schiezaro
Texto e fotos: Gustavo Schiezaro
Produção de arte, edição e tratamento de imagens: Vinícius Schiezaro
Modelo: Penha Schiezaro Dunder
Ator: Pedro Machitte

Agradecimentos: Para minha linda tia Penha que se revelou uma super atriz com toda
dedicação e poses engraçadíssimas honrando o sangue artístico da schiezaraiada.
Ao querido Pedro por atender ao convite e entrar para o time do Ensaio com todo seu talento.
Ao Vi por tudo, sem você essa edição provavelmente não sairia, o roteiro original é seu, sem
palavras para agradecer. Ao Gamit pelas luvas de boxe proibidonas. Eve minha linda, mais uma
vez eu mudei tudo rsss.À Iemanjá e São Pedro que me deixaram fotografar em um dia chuvoso
(quando chegamos na locação a chuva parou). Um beijo especial na minha querida mãezinha que
sempre está aí para o que der e vier dando sugestões e me ajudando na produção. Um abraço
especial no Edílson que cedeu o figurino da Cia. da Ribalta para a caracterização do lobo e um salve
para a galera gente boa que sempre dá uma paradinha pra ver o que tá rolando no blog.

O velho Lobo Mau não contava com a astúcia da vovozinha nova geração.

Nem mesmo precisou de caçador - que, diga-se de passagem, está em falta hoje

em dia - a senhorinha que voltava da academia e se dirigia à faculdade para

estudar, recebeu um torpedo em seu celular, enviado pela neta, avisando que o

tal lobo estava na área.

 

Com apetrechos no carro, a esperta velhinha fez uma busca na redondeza

e apanhou o animal, antes mesmo que ele imaginasse que seu glorioso fim

estaria próximo. De velho, a sapeca traz somente seu livro de histórias que

registra os antepassados das ‘avós das chapeuzinhos vermelhos’ e que ela acaba

de revolucionar.

 

Hoje, a avó não vai cozinhar o lobo, pois em seu cardápio só entram alimentos

light, conforme recomendação de seu nutricionista. Com má conduta, o animalzinho
deverá, segundo as leis atuais, acabar prestando serviços à comunidade e torcer
para não receber ataques da população, revoltada com as leves e costumeiras
punições.
Quem reina é ela. Com sabedoria inegável, energia infindável e bom humor
incomparável. Viva a vovó!

 
Material produzido para a Revista Saúde e Beleza



Escrito por Gustavo Schiezaro às 10h40
[] [envie esta mensagem
] []





   Presente de Natal   
Por Gustavo Schiezaro
Texto e fotos: Gustavo Schiezaro
Produção e tratamento de imagens: Vinícius Schiezaro
Modelo: Julia Tomé Schiezaro

Agradecimentos: Minha linda sobrinha que quase não quis ser fotografada por causa da timidez!!!
Minha querida irmã postiça Celinha que emprestou grande parte das bonecas (Te amo!), um beijo
pra Larinha e pra Luisa que autorizaram ceder suas bonecas. Gilmucha você é hors concour nos
ensaios valeu pela força de sempre! Viners meu parceiro e nossas 6 horas para deixar a foto tinindo.
Minha mama por toda a assistência. Eve por acreditar em mim. Gi Marques que sempre escreve e me
inspira. Selma pelo lindo tapete e pela disponibilidade de sempre!

Feliz Natal meus queridos e lindos leitores! 2008 tem mais!

 
Material produzido para a Revista Saúde e Beleza

 

 

Querido Papai Noel


O senhor deve imaginar que, como todos esses anos, irei pedir novamente
uma boneca diferente. Se pensou isso, está completamente enganado.
Todos esses anos passei a observar minhas bonecas e percebi que elas
sempre são as mesmas: bonitas, maquiadas, obedientes, cheirosas, ou seja,
felizes filhas exemplares.

Ao contrário das muitas crianças por aí, elas têm onde morar, não passam
fome, não são exploradas e cobradas, não trabalham e não querem ser adultas.

Nunca vi minhas bonecas tristes, pedindo dinheiro em semáforo, usando drogas
e brigando com os pais.

Nunca as tratei diferente por serem de pano ou plástico, pretas ou brancas,
gordas ou magras, pequenas ou grandes, cabeludas ou carecas...

Por isso, neste Natal, eu gostaria que o senhor transformasse todas as crianças
em bonecas e bonecos para que todos pudessem crescer iguais com os
mesmos deveres, direitos e condições. 

 

Um beijo

Assinado: Eu (você sabe quem né?)

Obs.: Se precisar da ajuda da fada me dê um toque que eu tenho o e-mail dela.
Ah! Se informe quanto ao espaço aéreo brasileiro para não ter problemas. Eu
sempre vejo essas notícias na tv e me lembro do senhor, da bruxa, do super
homem...


 

 



Escrito por Gustavo Schiezaro às 23h47
[] [envie esta mensagem
] []





   Regador   
Por Gustavo Schiezaro
Texto e fotos: Gustavo Schiezaro
Produção e tratamento de imagens: Vinícius Schiezaro
Modelo: Nathalia Cayres
Agradecimentos: Nat, menina de Deus! Adorei te fotografar, vc mora no meu coração. Beijo na boca!
Vi! O tratamento ficou do caralho! Valeu por tudo! Lilica!! Obrigado por ceder o espaço da Mama,
como diria Céu: Fundamental!
Eve querida! Eu adaptando e pirando nas suas idéias hahaah!
E a vocês meus queridos amigos, leitores, curiosos, corruptos, prostitutas, privilegiados etc. que
conseguiram ter acesso a internet
para ler mais uma das minhas...
Agradecimento especial para a Aninha Douradinha lindissima que virou minha fotografa! A foto
acima é dela! e também para a Xandra
e pra Ângela queridíssimas que deixaram posts carinhosos no ensaio passado. Obrigado minha gente!

Material produzido para a Revista Saúde e Beleza


Que as redomas de vidro sejam quebradas
para que as mais belas flores possam florescer
e substituir aquelas que estão para adoecer

Muitas já plastificadas pelo excesso do zelo exterior

Murchas e empoeiradas

Amargas e, talvez, mal amadas

em seu mais ínfimo universo interior

 

As flores de plástico não morrem,

mas também não vivem

e proliferam-se em ambientes artificiais,

diferente das que mais admiramos: as naturais

 

Essas últimas precisam de cuidados, sim

Mas basta um pouco de adubo

Sombra, água fresca

e carinhos sem ter fim

 

Que de dentro dos vasos

saiam raízes para serem plantadas

e sirvam de lição às pétalas mumificadas
com dias e horas contadas à eternidade malfadada.

Vestido: Mania Nacional (Loja Kairós- fone: 3876-4784 )

Jacá: A.M.B. Nutrição e Agropecuária LTDA- Purina (fone: 3886-1455)

Agradecimentos: Centro de Consciência Humanitária (fone: 3886-2132)



Escrito por Gustavo Schiezaro às 23h04
[] [envie esta mensagem
] []





   Dita Dura   
Por Gustavo Schiezaro
Texto e fotos: Gustavo Schiezaro
Produção e tratamento de imagens: Vinícius Schiezaro
Modelo: Caroline Bampa
Agradecimentos: Carol! Minha flor de maracujá! Repetiu a dose com classe. Te amo!
Viiii putz o espaço para o texto!!! Sempre o grande problema que você resolveu com maestria!
Eve! De novo saiu como você não imaginava rssss
Ao Armazém Alternativo pelas locações e TUDO mais
Fazer as fotos na rua foi o mais engraçado
E a vocês meus queridos leitores muito loucos!


Material produzido para a Revista Saúde e Beleza

A dona Dita Dura resolveu dar as caras
e botar as manguinhas de fora
para comandar a modinha da hora

Arredia e sem paciência

ela impõe suas vontades

e faz todos bater continência

 

Mas e se eu não quiser assistir uma novela tal?

Se eu quiser descobrir um domingo realmente legal?

Pode ser fantástico, mas sem ser tão sensacional...

 

Xiiii! A dita cuja chega de modo irracional

te liga numa rádio comercial

e você dança o sucesso nacional-internacional-global

Ah! É tudo tão igual!

 

Reza o ditado da louca xiita

que nenhuma gordura maldita

deve ser considerada bendita

 

As vitrines estão aí...

para serem observadas sem doença

músicas boas disponíveis em penca

e a vasta criatividade de quem pensa...

Só basta querer!

E assim vai ver o quanto compensa.



Escrito por Gustavo Schiezaro às 12h48
[] [envie esta mensagem
] []





   Lava!   
Por Gustavo Schiezaro
Texto e fotos: Gustavo Schiezaro
Edição, produção e tratamento de imagens: Vinícius Schiezaro
Modelo: Ana Luiza Duarte
Agradecimentos: Ana! Putz entrou na água no frio, foi com fé! Sem igual. É das minhas
Vi! Cara a idéia foi ótima. Tudo ficou ótimo. Só loucos como nós!!!
Mama!! A trouxa ficou como eu queria!
Maurício valeu por ter ido acompanhar a sessão em um dia totalmente atípico
Eve! Mais umm!!! Uebbba!
E a todos que vibram aqui quando tem coisa nova.

Material produzido para a Revista Saúde e Beleza



Entre trouxas encardidas

É hora de tomar coragem

correr até a margem

e desbotar a malandragem

 

Esvair a sujeira impregnada

Esfregar a inveja alheia

Sacudir toda a poeira

e lamentos de uma vida inteira

 

De molho pode ficar

mas no rio, a correnteza pode levar

Se preferir, assim, se entregar...

 

As impurezas hão de sair

sem que para isso tenha que extorquir

Não tema, não fuja

de lavar a roupa suja

 

 

 



Escrito por Gustavo Schiezaro às 15h17
[] [envie esta mensagem
] []





      
 por Gustavo Schiezaro


Se há frestas, se há luz,

um desejo que seduz

por que carregar a cruz?

 

Cabeça fechada

com a boca calada

não há como fazer absolutamente

nada

 

Mãos na janela vislumbram o horizonte

anseio outrora em vão

faz pulsar forte o coração

 

Um suspiro, uma esperança

antes medo, agora segurança

e, dotado de fé e confiança,

o pescador joga sua rede

e Rapunzel, suas tranças

 

E você?

 


Texto e fotos: Gustavo Schiezaro
Produção e tratamento de imagens: Vinícius Schiezaro
Modelo: atriz Carina Ribeiro
Adereços: Veva de Oliveira
Agradecimentos: Linda Carina que docemente aceitou o convite. 
Eve! Obrigado mais uma vez pela confiança e inspiração.
Vi! por mais um trabalho coletivo.
Minha mama! pela confecção das tranças e por tudo mais.
Tia Penha que cedeu as lãs para as tranças.
Pessoal da loja Estrela Guia!!! (Rô, Paula e Magali) que emprestou os vestidos para as fotos (Valeuuu!!).
Aos meus amigos que me esperaram por mais de duas horas em casa enquanto eu fotografava
e aos que não me esperaram: desculpas! 
E a todo mundo que sempre dá uma passadinha e me deixa palavras inspiradoras. Valeu! Até a próxima! 

Material produzido para a Revista Saúde e Beleza



Escrito por Gustavo Schiezaro às 01h56
[] [envie esta mensagem
] []





   Âmago   
Por Gustavo Schiezaro
Texto e fotos: Gustavo Schiezaro
Edição e tratamento de imagens: Vinícius Schiezaro
Modelo: atriz Gisele do Canto
Agradecimentos: toda a família Schiezaro envolvida (Gilma, Vi, Má e Mãe),
mãozinhas da família e do Gamit, e da Gi (lógico)
Material produzido para a Revista Saúde e Beleza

 

Encaracolados, enrolados, emaranhados, despenteados

Lisos, crespos, pixaim, ondulados e tratados

Loiros, ruivos, castanhos, pretos, brancos e coloridos

 

Problemas com cor, angústia encorpada e vida dolorida

A raiz pode ser alterada?

O preto ganha luzes

Os longos infortúnios, ganham um corte...

 

Um corte necessário

Uma esperança, um permanente

Alma alisada e um espírito contente

 

Não importa o quão grande seja

Reverter o quadro é o que almeja

Não recuse ajuda, continue na peleja

Para o bem, se entregue

Descabele-se!



Escrito por Gustavo Schiezaro às 15h37
[] [envie esta mensagem
] []





   ENTÃO É NATAL?   
Por Gustavo Schiezaro
Texto e fotos: Gustavo Schiezaro
Edição e tratamento de imagens: Vinícius Schiezaro
Acessórios: Ateliê Wagner Pavarin
Material produzido para a Revista Saúde e Beleza

                     

Já é quase Natal... Em meio a tantas fitas, bolas de natal, estrelas, festão, presépios, eis que aparece a figura mais procurada, a mais emblemática, a mais carismática e a mais mercadológica da data: o Papai Noel!

 

Sim, meus caros... no ranking de popularidade ele deixa o Menino Jesus no chinelo. É responsável por várias lendas que o cerca, inclusive com relação ao seu nome - diz a lenda que seria Nicolau - e também quanto a sua vestimenta - dizem ser azul e que o vermelho se tornou oficial pela influência da Coca-Cola.

 

Mas o que realmente interessa é que a imagem do bom velhinho, com seus cabelos brancos, barbas imensas, farta barriga e com um olhar tênue de pura alma, comove as pessoas e, nelas, se faz despertar o interesse de ajudar. Seria esse o mistério do tal espírito natalino? É por isso que as pessoas ajudam as outras somente no Natal?

 

Oh! Se o Papai Noel realmente é este grande incentivador, conclamemos o bom velhinho através das famosas cartas para que ele compareça em todas as datas festivas durante o ano. O resultado disso seria o prolongamento do tal espírito natalino que perduraria nos corações das pessoas.

 

Que o Sr. Noel, então, apareça no Carnaval para lembrar as pessoas que nunca é demais ajudar o próximo numa data em que o povo gasta fortunas em abadás atrás de trios elétricos, entre outras estripulias. Que o velhinho venha nos visitar na Páscoa para ajudar o coelhinho, na Festa Junina - vai uma paçoca aí!- e porque não na festa da nossa Independência, para amenizar os corações de uma porção de brasileiros que lutam para sobreviver num país tão desigual. Por ora, Feliz Natal!

 

        



Escrito por Gustavo Schiezaro às 16h10
[] [envie esta mensagem
] []





 Patifaria! (um arroto e nada mais) 
texto: Gustavo Schiezaro
foto: Imagebank



Abra esse seu cofrinho
Que me parece tão apertadinho!
É ele que alimenta seus luxos
E me sufoca em meu imenso lixo
Mixo, Cuca
Mixuruca
Abra essa sua poupança
Divida com muitos essa festança!
Querem bailar contigo uma dança
Que não seja aquela da pizza...
Quero provar da sua feijoada
Não aquela enlatada
E para acompanhar, aquela caipirinha feita ao vivo
Não aquela engarrafada, importada aos gringos
E no final... um café de verdade!
um daqueles que nunca tomei
aqueles feitos com os melhores grãos
porque quero dividir o gosto com todas as Marias e Joãos
Abra essa sua portinha
Quero tomar banho na sua humilde banheirinha
Limpar minha bunda no seu bidê
Beber proseco e arrotar saquê
É... você ta pensando o quê?
Quero botar meu carro pobre na sua garagem
Acabar com esse tipo de bandidagem
Presente iminente num crescente contingente
Aperte o nó da gravata
Até sufocar a alma
Aperte o cinto e arranque de sua roupa íntima
Aqueles dólares e méritos ilícitos que agora estão explícitos
Vamos devolver aqueles seus animais
Conseguidos no mercado negro
Acabar com seu jogo do bicho
Soltar as feras do seu jardim secreto
E descimentar suas grades de concreto
Seu cara de pau!
Pau-brasil, marajoara e tabaco
Que decoram sua pequena casinha
Aquela que não consta no seu imposto de renda
E que sustenta com o desvio da merenda
E como escorre de seus dentes pontudos...
Uga- Uga
Sangue-suga!
Índole fria!
Patifaria!

 

 



Escrito por Gustavo Schiezaro às 15h33
[] [envie esta mensagem
] []





 Seus cornos, meu amor 
 texto: Caroline Bampa
foto: Gustavo Schiezaro



Entre um trago

De cigarro

Fecho os olhos

De conhaque

De tesão

 

Quando trago

Suas palavras

Destiladas

De sua vida

Em meus seios

De tesão

 

É no bar

Na sua casa

Ou na minha?

Os espasmos

Sonoros

Musculares

De tesão

 

O seu poema

Eu não invento

Quero mais

Sua vida

Palavras

Eu mastigo

De tesão

 

Mais um

Conhaque

Minha única

Fidelidade

Meu amor só não é

Se não for tesão

 

Entre um trago

De cigarro

Fecho os olhos

Fumaças

Poligâmicas

De tesão



Escrito por Gustavo Schiezaro às 12h59
[] [envie esta mensagem
] []





 Mãos Bêbadas
foto e texto: Gustavo Schiezaro
Atenção corretores on-line, corrijam meus plurais e algo mais!


Mãos ao alto

Mãos pintadas

Mãos descalças

Mãos calejadas

Mãos carinhosas

Mãos bobas

Mãos na massa

Mãos-de-obra

Mãos à obra!

Mãos na cara

Mãos-de-pau

Mãos únicas

Mãos duplas

Mãos amigas

Mãos-de-vaca

Mãos generosas que racham baladas para amigos desempregados

 




Escrito por Gustavo Schiezaro às 22h50
[] [envie esta mensagem
] []





 


 Ésse-ê-xis-ô 
foto e texto: Gustavo Schiezaro
elaborado para a Revista Saúde e Beleza
produção: Gustavo Schiezaro e Veva de Oliveira

Modelos: Xixi e Nega (Valeu por tudo! Sem a paciência, a interpretação e a disposição de vocês eu nada seria)

Por aqui ainda é tabu, antes que eu me esqueça...

É um assunto muito acessado em nossa cabeça

Noventa por cento das buscas na Internet

Está na TV, no DVD e no videocassete

 

É indicado até em casos de depressão

Está garantido que, se protegido, não há contra-indicação

Na maioria dos casos, nem efeitos colaterais

É recomendado a todos, mas para crianças, jamais!

 

Se a religião não permite

há de se gastar essa energia com outra atividade

Mas se o desejo é reprimido

Fica difícil viver com qualidade

 

Sim, ele transforma!

É o antídoto para o mau-humor

Suprime vários tipos de dor

Ainda mais quando é feito com amor

 

Não há porquê de tanta polêmica em torno da questão

É um instinto natural de nossa humana condição

É um direito mantê-lo privado

Mas é também um direito tê-lo discutido e revelado

 

Povoa nossas mais secretas fantasias

Está presente nas mais belas poesias

De Drummond a Vinícius...

Sem neuras e sem vícios

 

 

 



Escrito por Gustavo Schiezaro às 12h57
[] [envie esta mensagem
] []






 Nu 
foto e texto: Gustavo Schiezaro

produção e tratamento de imagem: Vinícius Schiezaro
elaborado para a Revista Saúde e Beleza
Modelo: Caroline Bampa

 

Dias frios e noites escuras

Claros dias e noites frias...

Nossas estações estão cada vez instáveis

Um casaco, um shorts, protetor solar, jaquetas e cachecol
Não se esqueça do guarda-chuva, botas e óculos de sol

 

Da roupa para a pele

Da pele para a alma...

Não nos vestimos somente por fora

Hoje, as pessoas mudam de comportamento como se trocassem de roupa

Algumas partes aparecem, outras ficam escondidas

 

Muitos vestem máscaras

Outros ... pele de cordeiro

Há quem vista a camisa

Mas poucos se despem 

 

Já é hora de agasalhar um coração

Valorizar o pouco e precioso tempo

Calçar a humildade

E utilizar todos os tons da aquarela

Para pintar nossa vida bela

 

E a carapuça? Serviu?

 

 

 

 

 



Escrito por Gustavo Schiezaro às 21h45
[] [envie esta mensagem
] []





 



 Cala-te!
por Gustavo Schiezaro
foto e texto elaborado para a Revista Saúde e Beleza
Modelo: Marcela Martinazzo

 

Ontem o espelho mentiu para mim

Disse que eu estava bem

Que meu cabelo estava no padrão

Que minha pele estava ótima

Desde a cabeça até às unhas de meu dedão

 

Desconfiei, pois não me enxerguei com estes detalhes

Estava triste e não sabia o porquê

Entrei no banho e não cantei no chuveiro

Uma noite sem dormir

Pensamentos de um dia inteiro

 

Vi-me sem graça

Na surdez da solidão

Sem perspectivas de dias melhores

Espelho, espelho meu...

Com certeza existe pessoa mais linda que eu

 

O relógio demorou a passar

A angústia teimou em cessar

Enfim acordei para um novo dia

Cobri o espelho e fiz questão de não olhar

E, desta vez, fiz uma força para cantar

 

A melodia demorou a compassar

O esboço de um sorriso já podia ser notado

Fiz questão de não me pentear
Sai logo cedo para sentir o cheiro da vida

Encontrei pessoas que me olharam de modo especial

 

Hoje sim estou bem

Sinto-me com minha essência natural

Encarei o espelho e fiz questão calar a sua boca

Olhei na rua e vi varredores, senhoras e senhores

E assim identifiquei-me com a beleza destas cores 




 



Escrito por Gustavo Schiezaro às 17h46
[] [envie esta mensagem
] []





 De Flor em Flor
por Gustavo Schiezaro
fotos e texto elaborado para a Revista Saúde e Beleza
Modelos: Mariana Schiezaro e Bianca Almeida



De flor em flor, cada sabor, de qualquer cor em uma forma de ...

Seja por um gesto, um olhar, um sorriso, uma atitude ou uma energia...

Lá está o belo. A beleza do ser. Contextualizada e constituída de uma ação. Uma beleza à primeira vista, à segunda, à terceira, à quarta e porque não à quinta ou à sexta?

Isto não significa dezenas de cirurgias plásticas ou botox em demasia. É um encontro do corpo com alma. É a mente em equilíbrio com o corpo. É a beleza de dentro para fora.

É acordar de uma noite bem dormida, com direito uma refeição na medida, ter um trabalho com remuneração devida e muito amor que faça valer sua vida.

E o feio não existe? Existe nas diferenças. Onde conseguem distinguir e rotular as cores, as formas e as ações. Quando conseguem quantificar o amor, a alegria e o poder. Existe no velho que não traz consigo a criança. Na criança que nasce velha. No adolescente que nem sequer nasce.

Sinais do fim dos tempos!!! Será que viveu o suficiente? Quando foi seu último banho de chuva? Quando foi que riu de você mesmo? Quando foi que ‘deixou pra lá’? Quando foi  que resolveu cortar as madeixas e se esqueceu de ter aquela sensação frente ao espelho: -Você? De novo?

Misture as cores, recorte as formas, beba o cheiro, mude, ajude e não julgue. Se estiver bem, não há ruga que te faça sofrer... nem que ela seja eliminada a duras picadas de agulinhas.

 

 



Escrito por Gustavo Schiezaro às 17h39
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]